segunda-feira, 20 de junho de 2011

Espinhos Amigos

Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.
Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos.
Assim, se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.
Por causa disso, decidiram se afastar uns dos outros e voltaram a morrer congelados.
Nós precisamos fazer uma escolha: desaparecer da face da Terra ou aceitar os espinhos dos amigos.
Com sabedoria, que você decida ficar junto para se agasalhar e sobreviver.
Aprendendo a conviver com as feridas, que a relação com outras pessoas podem causar e o mais importante é aceitar o que o outro "pode" oferecer.
(Autor Desconhecido)

Uma realidade interessante de se comentar. Incrível como as maiores feridas que temos em nosso coração, são das pessoas que nós mais amávamos. Incrível como aquelas cicatrizes, são das pessoas que um dia você confiou cegamente. Mais incrivél ainda, é como conseguimos facilmente perdoar algumas pessoas, e tão difícil perdoar aquela pessoa que sempre esteve contigo, mas por algum motivo te decepcionou.
Sabe uma coisa que não deixei de perceber? É como as pessoas preferem tirar conclusões precipitadas. Se falam um bem de você, duvidam; ignoram. Se falam um mal de você, te colocam na parede e nem querem ao menos saber se é verdade.
Mas você, pare pra pensar. O ser humano é assim. Ele erra. É preciso saber lidar com os "espinhos" dos amigos. Espinhos que nem sempre são feitos para ferir, mas por pura defesa. Pense, pode não ser por querer.
E se amanhã essa pessoa não existir? E se essa pessoa não estiver mais aqui amanhã? Você não deveria ter perdoado? Você não deveria ao menos saber o que realmente aconteceu? Você não poderia pensar que essa pessoa sofreu por suas atitudes de desprezo?
Por isso, não deixe para amanhã. Procure hoje. Amanhã pode ser tarde demais. Amanhã pode simplesmente não existir, e a dúvida ficará eternamente....

2 comentários:

  1. eu sempre amo teus textos Lééca!
    E estão vindo em boa hora! <3

    ResponderExcluir